quarta-feira, 27 de junho de 2012

FUCK YOU!



   Antes de tudo eu gostaria de dizer que não é minha intenção transformar o blog num diário, onde contarei tudo o que acontece em minha vida. Mas sinto que isso talvez sirva pra mais pessoas que talvez estejam passando por circunstâncias parecidas.

   Começo literalmente a vomitar essas palavras porque me sinto nauseado.

   Infelizmente, tal náusea não é causada por algo que eu tenha comido, e sim pelas pessoas e pelas coisas que elas são capazes de fazer.

   Estou profundamente cansado de palavras, portanto serei breve. Palavras, promessas, frases prontas, todas essas coisas ditas apenas da boca pra fora me deixaram exausto! Então, a partir de agora eu aconselharia as pessoas a não perderem seu tempo se dirigindo a mim com palavras vãs, soltas por acaso. Quero sentimentos que sejam de VERDADE, que sejam SINCEROS, que sejam DE DENTRO PRA FORA!

   Não diga “Eu te amo” pra alguma pessoa. Ela pode acabar acreditando, e, no final quem ganha mais uma ferida pra cicatrizar não é você. Diga isso apenas quando for absolutamente sincero, entendeu ou precisa que eu soletre? S-I-N-C-E-R-O.

   Caso contrário cale-se, permaneça quieto em seu canto, mudo.

   Pra dizer a verdade, ainda não entendo o porquê de tudo isso, minha vida parece uma sucessão de coisas que não fazem sentido algum. As duas últimas noites talvez tenham sido as mais difíceis de suportar. Mas eu tenho a absoluta certeza que um dia eu olharei para trás e verei que tudo não passou de um pesadelo, porque, meu bem, eu não tenho vergonha de ser como sou, e não tenho a mínima intenção de agradar ninguém.

   Mas foda-se.

   Não vou dizer que espero que você amadureça porque aí o negócio já deve estar podre.
  
   Agora, como a própria Lily diz, uma música dedicada á todos os idiotas que tentam atrapalhar a sua vida.




Beijos e felicidades a você e á vadia ouvinte de Banda Mercosul (bom gosto é pra pucos, né!)

2 comentários:

  1. Das músicas da Lily, minhas preferidas são esta e Smile (o vídeo é impagável, ahahaha).
    Nunca temos a intenção de escrever um diário quando iniciamos um blogue, até que relemos o que postamos e... WTF????
    Tenho uma parceira que disse: Escrever é se expor.
    Eu discordei, contudo, de certo modo, é sim. Até mesmo na Literatura Fantástica, há muito da personalidade do autor e de sua vivência em meio as fantasias e isto que torna a leitura interessante. Adentramos um mundo que não é o nosso e, acabamos por descobrir coisas muito semelhantes em nossas vidas.
    Mesmo procurando ser impessoal, eu sei que muitos dos posts dos Lisérgicos falam muito por mim, tanto as crônicas quanto os contos. São situações que eu tenha vivido ou presenciado, não consigo escrever diferente, não dá para escrever diferente e, tampouco, não consigo escrever para mim mesmo, sem dividir.
    Sem perder o foco do post, concordo que pessoas deviam tomar mais cuidado. O "eu te amo" é tão banalizado que quando ouço não sei se rio ou se gargalho. Penso que pessoas usem muito disto para manipular outras, depois simplesmente descartam, o que é lamentável.
    Gostei bastante do seu novo espaço e serei frequente por aqui.

    ResponderExcluir
  2. Valeu Chris!

    É, realmente é impossível não colocar um pouco de nós em nossos posts, em alguns mais, outros menos, depende muito de nosso estado de espírito. Escrevi esse num momento em que realmente precisava mandar um VÁ SE FERRAR do tamanho do universo.

    Senti-me até mais leve depois de postá-lo, haha!

    ResponderExcluir